Manuseie com cuidado e com as mãos limpas e secas.
Sujeira e umidade podem danificar as páginas.
•••
Use marcador de páginas em vez de clips.
A ferrugem de objetos metálicos acaba corroendo as folhas. A maioria dos papeis é ácido, o que pode acelerar o processo.
•••
Não dobre os cantos das páginas.
Com o tempo, o papel fica quebradiço e acaba rasgando.
•••
Não guarde folhas, flores ou outros papeis dentro do livro.
Esses materiais podem manchar as páginas e facilitar o aparecimento de insetos e fungos.
•••
Lave as mãos antes e depois de manusear livros antigos.
Sempre que possível, use luvas descartáveis para evitar contato com sujeira e possíveis bactérias.
•••
Não molhe as pontas dos dedos para virar a folha.
A saliva é acida e danifica o papel. Além disso, o livro pode ter focos de fungos e bactérias. Quem conhece "O Nome da Rosa", do italiano Umberto Eco, sabe do que se trata!
•••
Evite consumir alimentos enquanto estiver lendo.
Resquícios de comida próximos ao livro atraem insetos e roedores.
•••
Não faça anotações nas folhas.
A tinta de canetas esferográficas ou pilot e lapiseiras marcam as páginas e, com o tempo, podem fragilizar o papel. Quando necessário, utilize lápis 6B que é macio e pode ser apagado com facilidade.
•••
Evite usar o livro como apoio para escrever.
Esse hábito pode marcar as capas e o miolo. O peso força a lombada, que acaba se rompendo e desestruturando o livro.
•••
Retire e coloque o livro na estante segurando-o pelo meio da lombada.
Para tirar um livro da estante, empurre os dois livros ao lado para trás e puxe o que deseja pelo meio da lombada. Para colocar, puxe os dois livros laterais para frente, coloque o livro no meio e empurre os três juntos até a posição correta. Isso evita que a parte de cima da lombada se solte e force a estrutura do livro.
•••
Não exponha livros ao sol, luz forte ou umidade.
A luz excessiva desbota as cores, danifica e amarela o papel. Esse processo é bem mais rápido em papel jornal. O ideal é guardá-los em caixas ou encaderná-los.
Já a umidade facilita a proliferação de fungos, deforma e deteriora os livros.
•••
Não coloque livros ou documentos molhados no sol.
Secar papeis sob o sol deforma as folhas e acelera o processo de acidificação. Se molhar um livro, o ideal é deixá-lo aberto em local arejado e alternar as páginas abertas.
•••
Não use fita adesiva para consertar livros.
Fita durex, crepe ou dupla-face deixam resíduos ácidos no papel. Com o tempo a fita se solta e a cola fica impregnada no livro, causando danos permanentes.
•••

Guarde os livros na vertical.
Eles devem ficar retos, não muito apertados e com espaço entre o fundo da estante. O livro precisa respirar. Para isso, é necessário que o ar circule ao seu redor. 
No caso de livros grandes, o ideal é que tenham o mesmo tamanho ou formem uma pirâmide pequena, pois o peso marca aqueles que estão embaixo.
•••
Retire frequentemente a poeira superficial com espanador ou flanela seca.
A poeira acumulada escurece o corte e pode se instalar no meio das folhas. Uma vez por ano, limpe os livros por dentro com uma trincha de cerdas macias nas 10 páginas iniciais e finais. Se o livro estiver muito sujo, faça isso em todo o miolo.
•••
Abra os livros para evitar que fiquem com cheiro ruim.
Livros são para serem lidos e não guardados. Quando ficam muito tempo sem manuseio ficam com cheiro forte e as folhas podem grudar. Deixe-o aberto por algumas horas em local seco e arejado, alternando as páginas abertas.
•••
Nunca segure o livro apenas pela capa ou por uma folha.
A estrutura fica comprometida, e as folhas se soltam.
•••
Não abra o livro mais do que 180°.
Respeite a abertura natural do livro para não enfraquecer a estrutura da encadernação. Em alguns casos, as folhas se soltam completamente.
•••
Livros em estado avançado de deterioração devem ser separados dos demais.
Coloque-os em caixas ou envolva-os em uma folha de papel branca. Isso evita que seu estado piore ou que contaminem outros livros caso estejam infectados com pragas ou fungos.
Nesse caso, procure um profissional!!!